quinta-feira, 30 de junho de 2011

“Sarau dos Amigos”, hoje, em Campo Grande

O ator e jornalista Eduardo Romero descreve o cenário: “Imagine um fundo de quintal com um pé de manga e uma varanda. No meio disso, muitas pessoas e manifestações culturais, atrações que vão desde música, livros, exposição de fotografias, artesanatos e de artes plásticas, passando por entre as pessoas cenas de teatro, declamações de poesias, danças e todas as linguagens artísticas possíveis”. Assim é o Sarau dos Amigos, um encontro mensal que acontece toda última quinta-feira do mês. Hoje, dia 30 de junho, acontecerá sua 42.ª edição, das 19 às 23h, em ritmo junino.

Desta vez o destaque fica com a Quadrilha de Improviso, comandada pelo grupo teatral Caras de Pau que, reunindo desde o casamento caipira até a tradicional dança, envolverá o público do Sarau. A propósito: em comemoração aos 15 anos do Caras de Pau haverá uma exposição de suas principais fotos e alguns figurinos. No palco, MPB para todos os gostos, incluindo o som da dupla Kelly Zerial e Lílian Maira, o samba do grupo Sedusamba, o sertanejo de Neo Machado e as músicas juninas apresentadas por Apres Gomes. O Sarau mostrará também o Espaço Ventre do Oriente, com danças tribais indianas. E não se esqueça das tradicionais “palhinhas”.

O público também poderá conferir a Exposição Artes Juninas, com obras de artistas como Jorapimo (O banho de São João), Sebastião Silva (A dança do siriri) e Isac Saraiva (São João). Também estarão expostas cerâmicas e colares de Mauro Yanaze, além de uma mandala indiana de Marisol Mendes.

O ator Wagner Jean apresentará a stand-up comedy “As coisas não estão bem claras”. E Eduardo Brito mostrará o resultado de sua pesquisa na região do Córrego Bálsamo, com o título “Atlas digital de bacia hidrográfica e educação ambiental problematizadora: por uma geografia escolar de diálogos e pronúncias”.

SARAU DOS AMIGOS

LOCAL: Rua Elvira Matos de Oliveira, 927, Bairro Universitário, próximo do Terminal Rodoviário de Campo Grande.
ENTRADA: Um quilo de alimento, que será destinado aos Vicentinos da Paróquia Santa Rita de Cássia.
PRODUÇÃO: Eduardo Romero (9619-6703), Cleber Dias (9936-3909) e Thathy D’Meo (9237-5807).
HORÁRIO: das 19 às 23h.
INFORMAÇÕES: (67) 9619-6703 e 9152-4447.

domingo, 26 de junho de 2011

Exposições no MARCO: 28/junho a 21/agosto



Colocando uma criança para dormir – um livro de poesias com palavrões


FONTE DA IMAGEM: Editora Sextante.
Capa da edição brasileira do livro “Vai dormir, p**ra”



Uma narração em versos da odisseia que os pais vivenciam para colocar uma criança para dormir tornou-se um dos livros mais vendidos nos Estados Unidos, mesmo depois de ser pirateado na internet.

Desde o fim de abril, o livro Go the Fuck to Sleep (em português, "Vai dormir, p**ra"), do americano Adam Mansbach, está na lista dos 100 mais vendidos da Amazon, a maior livraria online do mundo. No entanto, o livro só foi lançado oficialmente no dia 14 de junho, quando chegou ao segundo lugar na lista.

A publicação faz uma paródia dos livros infantis de poesia. Nela, porém, pais exaustos e frustrados pedem – com o amplo uso de palavrões - que o filhinho vá dormir logo e pare de querer levantar da cama. A linguagem causou polêmica entre associações de pais nos Estados Unidos e em outros países de língua inglesa, como a Nova Zelândia, onde uma associação cristã chegou a tentar impedir as vendas.

Descrito pelo autor como "um livro de ninar para adultos", Go the Fuck to Sleep, virou sucesso instantâneo meses antes do lançamento, que seria em outubro mas foi antecipado.

Adam Mansbach disse ao jornal britânico The Guardian que a ideia dos versos começou como um post no Facebook em junho de 2010, em que ele anunciava que escreveria um livro com este nome, depois de mais uma tentativa de colocar sua filha Vivien, então com dois anos, na cama.

“Era uma brincadeira, é claro, porque eu não tinha intenção de escrevê-lo. Mas, de repente, todos queriam saber quando o livro seria publicado. Isso me pegou de surpresa, para dizer o mínimo”, disse. No fim de semana seguinte à leitura de alguns versos em público, o livro de Mansbach chegou aos cinco primeiros na lista de mais vendidos da Amazon, com base somente no número de pedidos de pré-venda.

Semanas depois, a obra foi pirateada e circulou como arquivo na internet. Em entrevista à versão britânica da revista Wired, o autor disse que chegou a tentar, juntamente com a editora, tirar os arquivos do ar, sem sucesso.

“As pessoas perceberam que a versão da internet não era suficiente. Elas viram que tinham que segurar o livro nas mãos, que era um livro para presentear. O que você vai fazer com um arquivo PDF de baixa resolução? Imprimi-lo, grampeá-lo e dar para alguém no Dia dos Pais? Acho que não”, disse o autor. Desde então, a publicação já ganhou uma versão em áudio, produzida pela Audible.com, a divisão de audiolivros da Amazon, e disponibilizada para download gratuito.

A versão é narrada pelo ator americano Samuel L. Jackson e ultrapassou os cem mil downloads em suas primeiras 48 horas no ar. Na última semana, o cineasta alemão Werner Herzog leu os versos da obra em um evento promocional na Biblioteca Pública de Nova York e a produtora cinematográfica Fox 2000 comprou os direitos de adaptação do livro para o cinema.

Apesar do sucesso, o livro gerou críticas de pais que consideram a linguagem muito rude e inapropriada, mas segundo Mansbach, a resposta negativa à publicação foi minoritária. Mesmo assim, o autor diz estar preparando uma versão sem palavrões para as crianças. O livro será lançado no Brasil em julho.

[clipado do site da BBC-Brasil]

sábado, 25 de junho de 2011

Sonhar melhora a criatividade

FONTE DA IMAGEM: LA Times

Por experiência própria todo mundo já sabe que uma boa noite de sono faz maravilhas. No dia seguinte, tudo (ou quase tudo) pode ser resolvido. Mas as novas descobertas da ciência vão um pouco além: para soluções com criatividade, não basta dormir... É preciso sonhar!

Publicado na revista científica PNAS, um estudo revela que antes de realizarem tarefas que requerem criatividade para associar ideias, as pessoas que tiram um cochilo e sonham têm um desempenho sensivelmente melhor do que aquelas que cochilam sem sonhar.

Para os autores da pesquisa, da Universidade de San Diego (EUA), a explicação está nas atividades cerebrais que durante a fase dos sonhos ativam diferentes redes neurais, estimulando conexões que mais tarde, quando estivermos acordados, nos facilitarão desenvolver associações inovadoras e originais.

Bem que minha avó dizia: “Quem sonha vive melhor!”. Talvez estivesse se referindo a ter metas, aspirações, embora ela também não se separasse de um surrado livrinho de bolso intitulado “O significado dos sonhos”. Nesse quesito, a hereditariedade se manifestou. Eu sonho tanto que, por vezes, o faço em capítulos. O de amanhã pode começar onde o de hoje terminou. Quando isso acontece, é muito curioso. Por mais que tente imaginar, em estado desperto, as várias possibilidades de continuidade, jamais acertei. O capítulo seguinte sempre me surpreende com um enredo inesperado. A tal criatividade que os cientistas constataram deve residir aí também.

domingo, 19 de junho de 2011

Hoje tem "Game of Thrones"


Para quem gosta de história e estórias. Uma série belíssima, impecável, ambientada em tempos medievais de um mundo imaginário: GAME OF THRONES – todo domingo na HBO às 20h (horário de Mato Grosso do Sul).



domingo, 5 de junho de 2011

Dia Mundial do Meio Ambiente

FONTE DA IMAGEM: Commons Wikimedia Org. – Foto de Jon Sullivan



Dia Mundial do Meio Ambiente!
É do mundo...
Deixa pra lá, não é nacional.
A gente faz uma festa, solta rojão,
assina uns documentos, assiste um jogral
e planta três árvores onde era canavial.

É o meio ambiente!
É metade
ou é inteiro afinal?
É pouco ou quase nada.
É muito e quase tudo.

Legalmente confuso.
É meu, é teu, é do governo?
Começa no meu quintal?
Termina no vizinho
ou chega no sítio do Juvenal?

É uma coisa hoje e outra amanhã.
E ontem? Não sei.
Quem deu mais? Qual era a lei?
Quem era o patrão do arraial?

É meio ambiente.
É joio e trigo.
É mal-me-quer,
é bem-me-quer.
É direita, esquerda,
pra frente ou marcha a ré?
Minha trovinha caipira tá querendo saber o que é que é...

 

Blog da Maria Eugênia Amaral Copyright © 2011 -- Powered by Blogger